dscn3142

No período “Global Action Days” a coordenadora Eco-Escolas, da Escola Guilherme Stephens promoveu uma saída de campo, entre a Fonte da Felícia e o Vale dos Pirilampos, junto ao talhão 259, da Mata de Leiria, constituindo um dos locais de maior biodiversidade e onde podem ser admiradas algumas espécies de fauna e flora autóctones do Pinhal do Rei.

Subordinada ao tema “À descoberta da biodiversidade”, os alunos do 8º F e dois alunos do 7º F, fizeram-se acompanhar pela coordenadora Eco-Escolas e pelo Engenheiro Octávio, do ICNF, da Marinha Grande que se disponibilizou para esta visita guiada pela floresta do concelho.

Ao longo do percurso, onde o silêncio é quase absoluto quebrado ali e além pelo canto das aves e o murmurar do ribeiro que corre em direção ao mar, os participantes, munidos de blocos de notas e de máquina fotográfica, tiveram a oportunidade de adquirir conhecimentos e fazer observações inerentes ao meio envolvente e de desfrutar de uma diversidade biológica de extraordinária beleza natural. A salientar, as espécies autóctones como o pinheiro bravo, Pinus pinaster; o carvalho- cerquinho ou português, Quercus fagínea; o carvalho- alvarinho, Quercus róbur; o loureiro, Laurus nobilis; o medronheiro, Arbutus unedo; a gilbardeira, Ruscus aculeatus; o amieiro, Alnus glutinosa e tantas outras espécies.

Já no Vale dos Pirilampos, o grupo-turma ficou a saber que, ao longo do ribeiro, se pode encontrar um nicho ecológico onde predomina o carvalho-alvarinho, numa área a rondar os 500 metros.

Este passeio pedestre pelos cantos e recantos do Pinhal do Rei proporcionou aos alunos uma aula ao ar livre repleta de ensinamentos, onde a Educação Ambiental teve lugar de excelência.

Anúncios