DSCN1929

Sim! A escola está de parabéns. Esta foi a foto que levou o nome da nossa escola além fronteiras. Para além de ter arrebatado o 1º prémio para a melhor fotorreportagem no mês de abril, a nível nacional, recebe agora o 1º prémio a nível internacional. 

A referida foto com o título Observação surpreendente e inesperada foi conseguida na Praia Velha aquando da atividade Coastwatch, em 8 de abril do corrente ano pondo em destaque um significativo grupo de crustáceos fixados numa boia de plástico. Percebe da madeira, de nome científico, Lepas anatifera, é um crustáceo hermafrodita, não comestível, pouco visível nas praias do concelho apesar de ser abundante no Oceano Atlântico. Ao contrário do percebe comum, que se fixa às rochas e é muito frequente nesta zona do litoral, aquele fixa-se em grande número a qualquer objeto flutuante ou mesmo animal marinho deslocando-se ao sabor das correntes. Diferencia-se do percebe comum pela coloração branca azulada das cinco placas calcárias separadas por um tegumento preto e pelo pedúnculo que se apresenta mais fino.

 

 

Anúncios